Crítica - O Diabo de Cada Dia



O Diabo de Cada Dia é mais um filme original Netflix , dirigido por Antônio Campos e roterizado pelo mesmo juntamente com seu irmão Paulo Campos. A inspiração da obra vem do livro de Donald Ray Pollock, que a convite do diretor também é o narrador do filme, e para minha surpresa após o final do filme vi quando os créditos apareceram que Jake Gyllenhaal é um dos produtores do longa.


Dito isto, O Diabo de Cada Dia se passa em duas cidades pacatas dos EUA Knockemstiff, em Ohio, e Coal Creek, na Virginia. O começo do filme é bem envolvente e apresenta bem os núcleos que serão usados no filme, a narração é o fio condutor das coisas, afinal é o próprio autor da obra (Donald Ray Pollock) que está narrando o filme, e a montagem juntamente com o roteiro não deixa nenhuma ponta solta, o que é mérito e demérito ao mesmo tempo, mas jajá eu explico o porquê.



O destaque para o primeiro ato do filme vai para o personagem Willard Russel de Bill Skarsgård que entrega a melhor atuação do filme na minha modesta opinião. E logo após o primeiro ato as coisas ficam muito claras e é então que o demérito do roteiro entra em ação, se torna previsível, porém a qualidade do filme não decai, pelo contrário, as cenas que você já sabe ou espera que vai acontecer acontecem de formas muito bem dirigidas e atuadas. Eu me peguei com o coração acelerado em certas cenas mesmo esperando ou sabendo que aquilo aconteceria.



As discussões religiosas desse filme são trabalhadas de forma rasa, mas acredito eu que o filme quis passar isso. Pois, ela está ali apenas como um complemento e não como o carro-chefe. Pois o filme está mais preocupado em conectar os núcleos do que outra coisa. Mas, há sim uma discussão sobre o tema ali, ressalto que os mais sensíveis talvez se sintam um pouco incomodados com a forma que o filme aborda a religiosidade.


Em suma, O Diabo de Cada Dia é mais um bom filme que a Netflix acerta e trás para seu catálogo e vale muito a pena você dar uma conferida.


Nota: 3,5 acarajés / 5


por: Magno Gouvêa