Crítica - Cuidado Com Quem Chama

Existem filmes, principalmente do gênero de terror, que prometem mundos e fundos, mas sequer entregam o mínimo, contudo, Cuidado Com Quem Chama (2020) nos dá exatamente o que precisamos nesse outubro marcado pelo gênero horror. Com duração de menos de uma hora, o longa é todo ambientado em uma chamada de vídeo entre um grupo de amigas (bem como seu predecessor, o infame Amizade Desfeita), cujo planejamento é de ter uma consulta médium em plena pandemia de Covid-19. Contudo, tudo sai dos eixos quando algo que deveria ser apenas uma brincadeira torna a vida de todos num verdadeiro buraco onde não se sabe o que sairá.


Como fã do gênero de terror (e uma grande adoradora da sensação de medo e de tomar uns belos sustos), Cuidado Com Quem Chama foi uma aposta despretensiosa escolhida por um dos meus irmãos numa das nossas muitas noites de cinema em casa, mas qual não foi a nossa felicidade ao simplesmente engolir cada segundo do longa, temendo pela próxima cena? O filme entrega tudo e um pouco mais com atuações muito boas, além de um enredo que teria tudo para ser mal aproveitado, mas traz inovações à todo momento, com jump scares bem colocados na trama, sem exageros, além de detalhes sutis sobre as mudanças entre personagens e a progressão do contexto.


O filme ainda consegue incluir aspectos que nós mesmos vivemos durante o último ano e meio, como o uso de máscaras, a preocupação latente com os mais velhos e até mesmo a convivência absurdamente complexa nos nossos lares, onde pareceu (e ainda parece, afinal, progredimos, mas ainda não saímos da pandemia) que tudo estava por um fio. É importante frisar que os atores do longa realmente participaram de uma sessão médium previamente às filmagens, então uma parte do que foi retratado é baseado em fatos reais.


São diversos cenários que entramos em contato no longa, desde o plano de fundo sutil das vidas alheias bem como os relacionamentos estabelecidos entre cada um dos personagens entre si. Cuidado Com Quem Chama é simplesmente de tirar o folego, parecendo durar muito mais do que realmente tem em minutos, nos dando absolutamente tudo que pedimos sem forçar nada garganta abaixo do telespectador. Esteja apenas ciente que seu coração vai acelerar e talvez seja uma boa ideia assistir durante o dia, beleza?


Nota: 4 acarajés.


Ficha Técnica

Título Original: Host

Ano: 2020

Roteiro: Rob Savage, Gemma Hurley, Jed Shepherd

Produção: Craig Engler, Rob Savage, Jed Shepherd, Shudder Films

Elenco: Haley Bishop, Jemma Moore, Emma Louise Webb, Radina Drandova,

Seylan Baxter, Carolina Ward, Edward Linard, Alan Emrys

Gênero: Terror

Duração: 57 minutos

Classificação: 16 anos

País de Origem: Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte