Crítica - Eternos


Eternos é um dos filmes mais esperados do ano que já veio aí e, desde já, antecipo que essa galera que tá falando mal, na real é muita gente procurando pelo em ovo pra botar defeito nesse filme. "Mas Zuquinho, Eternos é um filme perfeito da Marvel?" Não. Inclusive tem muitos defeitos, mas é um filme ótimo e muitas coisas que vêm recebendo crítica, como a diversidade e uma fuga significativa da Fórmula Marvel, talvez sejam os maiores acertos do filme.


Mesmo assim, vou começar falando dos defeitos do filme: Roteiro preguiçoso, principalmente no último ato, e um CGI levemente abaixo do padrão Marvel de qualidade. "Então, Zuquinho, isso torna o filme ruim?" Não. Inclusive, tecnicamente falando, talvez seja uma das melhores produções do MCM. Todo mérito a Chloé Zhao, que torna o filme um dos mais lindos de se assistir por conta de sua belíssima fotografia e excelentes utilizações das cenas externas (aquelas de paisagem). Além da fotografia, a direção de arte é impecável ao ambientar quem assiste ao momento quando e onde se passa o filme, sendo que o enredo conta a história desde sete mil anos atrás até os dias de hoje e, com isso, vemos diversas civilizações muitíssimo bem ambientadas transformando o longa cada vez mais num espetáculo. Aqui devo dizer que a montagem do filme é ótima e bem coesa nesses vai e vem de passado e futuro.


Saindo da parte técnica e indo pra parte que falo sobre os personagens, são muitos e cada um ganha seu devido destaque - embora tenha gente que merecesse mais tempo de tela - e facilitando o enredo e as surpresas nos plot twists. Sem contar que os alívios cômicos são maravilhosos, principalmente o Kingo (Kumail Nanjiani) junto com Karun (Harish Patel), que entregam tudo e mais um pouco e lhe farão dar gostosas risadas. "Agora eu me perdi, Zuquinho. Filme de herói com humor e piadas é puro suco de Fórmula Marvel. Você não disse que não tinha a fórmula no filme?" Não necessariamente, porque disse "fuga significativa" e não "fuga total". Inclusive humor e piadas tem em qualquer filme e tem mais referências a DC do que a Marvel (Sim. Você leu certo). Entretanto, os questionamentos automáticos que existem desde quando o longa foi anunciado são respondidos bem na Fórmula Marvel (aquela parte onde questões complicadas são respondidas em segundos). Já que estou falando de personagens e mencionei a diversidade no começo do texto, isso merece muito destaque porque é tudo bem orgânico, assim gerando uma maior empatia do público.


Enfim, Eternos é mais um grande acerto da Marvel e deve figurar como uma das melhores produções do MCM. "Ok, Zuquinho. Você falou bem demais do filme, mas ainda estou com aquilo do roteiro e tal e tá me dando medinho de me decepcionar. Vale a pena, mesmo, assistir?" Sim. Inclusive recomendo assistir no cinema, se possível. É um filme lindo, com excelentes cenas de ação, alívios cômicos e tudo de melhor que Chloé Zhao poderia entregar. Tanto que a preguiça de roteiro tirou pouco da nota final.


Nota: 4 acarajés




Fica. Tem bolo e DUAS cenas pós-créditos.


Se você conseguiu a proeza de não tomar nenhum spoiler do filme, lhe aviso que a primeira cena pode lhe causar um belo de um choque. Dito isso, as cenas são boas, que causam impacto e dizem muito sobre o que vem aí no MCM. "Zuquinho, uma última dúvida. Eu soube que x pessoa aparece. É verdade?" Assista e descubra.


Ficha Técnica


Nome: Eternos (Eternals)

Gênero: de herói. rs, Ação, Aventura

Duração: 2h37min

Classificação: 14 Anos Elenco: Salma Hayek, Gemma Chan, Richard Madden, Angelina Jolie, Kumail Nanjiani, Lia McHugh, Harish Patel, Lauren Ridloff, Brian Tyree Henry, Ma Dong-seok, Barry Keoghan, Kit Harrington, Bill Skarsgaard

Roteiro: Chloé Zhao, Matthew K. Firpo, Ryan Firpo

Direção: Chloé Zhao

Produção: Papai Kevin Feige

Distribuição: Disney/Marvel Studios