Crítica - Exorcismo Sagrado

Bons filmes de terror são, quase beirando o exagero, uma espécie em extinção. Várias são as tentativas de trazer à tona o sentimento mais primário do ser humano, o medo, seja por meio de qual enredo for e é uma pena que Exorcismo Sagrado (2022), seja mais uma tentativa com execução um tanto quanto falha. A trama segue o padre Peter Williams (Will Beinbrink), quem, após um exorcismo mal executado comete um sacrílego, escondendo de todos o ocorrido. Assim, dezoito anos depois, se vê em meio ao céu, terra e inferno, numa empreitada que trará os demônios do passado à sua vida outra vez.


Louvável pelo esforço, Exorcismo Sagrado tem um bom enredo e criticas sociais fortes e principalmente ao contexto clerical, porém, tenta abraçar muitos subenredos ao mesmo tempo, o que dificulta um pouco o foco principal da trama e nos leva a constantemente a questionar qual dos problemas apresentados vai ser solucionado. Ademais, ainda em características positivas do filme, temos a maquiagem extremamente bem feita, no que diz respeito tanto ao envelhecimento dos personagens quanto à caracterização, fora a sonoplastia louvável, proveitosa em seus silêncios que parecem oprimir o expectador de maneira sufocante em diversos momentos.


Contudo, os pontos fracos do longa são impossíveis de ignorar. Indo de uma romantização desnecessária de tópicos sérios, chegando a ter uma abordagem superficial e extremamente redutiva, Exorcismo Sagrado peca pela falta de uma certa profundidade. Outro ponto é o uso indevido de imagens geradas puramente por computador, de forma que beira o malfeito, o famoso “melhor feito do que perfeito”. Vale a pena ressaltar o papel de Joseph Marcell (quem interpreta o padre Michael), quem nos dá alívios cômicos por vezes exagerados e cuja atuação acredito que tenha sido mal aproveitada.

No geral, não é um filme ruim e pela duração (coisa de uma hora e meia), serve bem ao espectador que apenas querem relaxar por um momento e levar alguns sustos (que vale frisar: não são muitos e são muito bem colocados), mas não é nem de longe um dos melhores filmes do ano, mesmo que ainda valha eu ingresso nos cinemas semana que vem!


Nota: 2 acarajés.


Ficha Técnica

Título Original: The Exorcism Of God

Data de lançamento: 10 de fevereiro de 2022

Direção: Alejandro Hidalgo

Duração: 98 minutos

Direção de Fotografia: Gerard Uzcategui

Trilha sonora: Yoncarlos Medina

Roteiro: Alejandro Hidalgo, Santiago Fernández Calvete

Produção: Alejandro Hidalgo, Karim Kabche, Joel Seidl, Antonio Abdo

Elenco: Will Beinbrink, Maria Gabriela de Faria, Joseph Marcell, Irán Castillo, Hector Kotsifakis, Juan Ignacio Aranda, Alfredo Herrera, Eloisa Maturén, Maria Antonieta Hidalgo

Gênero: Terror

Classificação: 16 anos

País de Origem: Estados Unidos da América

Distribuidora: Imagem Filmes