Crítica - Fátima: A História de um Milagre

Se alguns filmes com temática religiosa se perdem na narrativa e soam mais como propaganda, Fátima: A História de um Milagre não entra nessa categoria. Com atuações impecáveis que se entregam intensamente, uma fotografia belíssima e uma narrativa envolvente que mistura a fé e fatos históricos, o longa pode e deve ser assistido tanto por fieis quanto por apreciadores da sétima arte.



O filme contorna o percurso histórico que dramatiza a trajetória das três crianças camponesas, Lúcia (Sthepanie Gil), Jacinta (Alejandra Howard) e Francisco (Jorge Lamelas), que alegam terem visto por seis vezes a Virgem Maria, entre maio e outubro de 1917, na cidade portuguesa que dá nome ao longa, em meio à um cenário anticlerical complexo e de instabilidade politica. Lúcia, a personalidade principal do longa, também é apresentada no futuro paralelamente, já adulta e num convento, desenvolvendo uma conversa interessante sobre fé e ceticismo com um pesquisador que a visita várias vezes.


O filme como um todo foi belamente executado, situado num cenário de campesinato, porém tão importante quanto sua construção, reside-se o fato de que não há uma imposição religiosa explicitada durante o longa-metragem: fatos são apresentados e fica ao critério do expectador decidir, por bem ou por mal, se os relatos ali existentes são dignos de crédito ou não.


Outro ponto muito positivo do longa é tratar de mais de um aspecto, focando também na relação familiar de Lúcia, cujo irmão serve na guerra durante o período em que tudo lhe foi revelado, as reações dos demais aldeãos quanto ao depoimento da jovem e mais ainda, sua relação nem sempre tão pacifica com a mãe biológica, Maria (Lúcia Moniz). Além disso, também tem o fato de que, apesar do idioma majoritário ser o inglês, nomes próprios e de locais são ditos em seu sotaque português original, o que dá uma gostosa sensação de certo reconhecimento com os personagens.


Misturando realidade histórica com ficção e uma pitada de arte, Fátima é um filme extremamente emocionante, fruto de um trabalho árduo e belamente desenvolvido, algo que sem dúvida deve ser assistido com atenção e carinho no seu cinema mais próximo.


Nota: 4 acarajés.


Ficha Técnica

Título Original: Fátima

Ano: 2021

Direção: Marco Pontecorvo

Duração: 113 minutos

Roteiro: Marco Pontecorvo

Produção: John H. Brister

Elenco: Alejandra Howard, Harvey Keitel, Joaquim de Almeida, Jorge Lamelas, Sônia Braga, Sthepanie Gil, Alba Baptista, Ana Moreira, Goran Visnjic, Joana Ribeiro, João Arrais, Lúcia Moniz, Marco D’Almeida

Classificação: 12 anos

Gênero: Drama

País de Origem: Estados Unidos da América, Itália e Portugal