Crítica - Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa

Fazer uma crítica do filme mais esperado do ano, onde há uma cacetada de especulações, possibilidades e gente dividida entre ter o Andrew Garfield e o Tobey Maguire no filme ou ter três Tom Holland, é muito difícil fazê-la e sem spoilers. Não trarei spoilers - não nesse texto, pelo menos -, mas me esforçarei em exprimir a experiência do filme. Inclusive se você conseguiu desviar de tudo até agora, meus sinceros parabéns!


Primeiro, é minha obrigação dizer três coisas:

Sim. O filme é isso tudo, mesmo.

Não. Não é nem o melhor filme da Marvel de um ano que teve Shang-Chi.

Melhor é diferente de maior. A nova do miranha é umas das maiores coisas do MCM (Multiverso Cinematográfico da Marvel) e discordar disso é brigar com a imagem.


Segundo, depois das emoções controladas, vamos falar tecnicamente desse filmaço: As atuações são maravilhosas. Nosso amigo Yuri foi cirúrgico ao comentar que deram o peso que faltava para as atuações do Tom Holland. O roteiro caprichou e muito em trazer uma profundidade redondinha para o Peter Parker, principalmente pelo tamanho que esse filme tem, sendo muito assertivo na comédia e no drama, cujos quais tem uma dosagem ótima. Além de Tom Holland, temos Zendaya - crush oficial do Kiviage Cast - se fazendo presente em todos os momentos que aparece em tela. Ela é um fenômeno, apenas. Menção mais do que honrosa para Marisa Tomei que entrega tudo, principalmente na hora em que mais se precisa.


Como nem tudo são flores, gastaram tudo no CGI do Alfred Molina e relaxaram em outros momentos, mas nada que afete a experiência. Mas o principal foi o roteiro que, embora caprichado para favorecer o peso das atuações, pecou em algumas outras coisas. Não que tenha pontas soltas, mas algumas soluções foram bem preguiçosas e é coisa que só se atenta depois de dois dias após relaxar o hype de um filme que lhe faz sair da sala de cinema pensando que você acabou de assistir o melhor filme de herói da história.


Apesar de ter defeitos, as qualidades se sobressaem muito mais e fazem você viver uma experiência forte tanto quanto foi Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato. Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa é poderoso e faz todo fã de filme de herói agradecer por ser fã do gênero. Inclusive, muito obrigado Marvel. Nunca decepcionou.


Nota: 5 acarajés completíssimos



Fica. Tem bolo e VÁRIAS cenas pós-créditos!


Já disse isso antes, mas o sentimento é igual. É uma mistura de pensamentos entre "Wow! Olha o que a Sony tá fazendo!" e "Meu Deus, que merda a Sony vai fazer?". No que cabe ao lado Marvel, nunca dá ponto sem nó.


Ficha Técnica


Nome: Spider-Man: No Way Home (Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa)

Gênero: Filme de herói, Ação, Aventura. Elenco: Assista pra ver

Duração: 2h28min

Roteiro: Eric Sommers, Chris McKenna Direção: Jon Watts

Produção: Papai Kevin Feige, Amy Pascal Distribuição: Sony Pictures e Marvel Studios


Antes de ir, caso queira ver uma review (crítica com spoilers) sobre esse filme do miranha, clique AQUI.