Crítica - Juntos e Enrolados

Muito do humor nacional, seja no cinema ou na TV, pode se resumir ao Humor Multishow. Caricatura do pobre, gritaria em excesso e inúmeras piadas sem graça que me faz ter saudade dos bordões do Zorra Total. Confesso que fui ver o filme meio reticente, mas saí com uma feliz surpresa.


Em Juntos e Enrolados, vemos o que seria uma cerimônia matrimonial virar uma festa de separação, após uma briga séria envolvendo os noivos. São elementos que poderiam transformar o filme num grande desastre, mas na real é um bom entretenimento para quem curte humor e piadas. Não é uma produção com um roteiro mirabolante e, inclusive, tem muito clichê, mas é um longa que diverte e segue a linha das boas produções de comédia nacional.


Uma das coisas mais legais no filme é ver gente como Matheus Ceará fazendo algo diferente do que o público está acostumado a ver no A Praça É Nossa. Além disso, Cacau Protásio não fica se esguelando 90% do tempo e cumpre bem o seu papel. Ainda falando da Cacau, ela junto com o Rafael Portugal roubam a cena e protagonizam momentos muito bons do longa, tais como a brincadeira do "Eu nunca?" que rola no filme - brincadeira que eu odeio muito porque sempre perco -.


Pra finalizar, tem uma musiquinha maldita que o Júlio (Rafael Portugal) compôs pra Daiana (Cacau Protásio) que ouvi no mês passado e ainda sei cantar o refrão até hoje. Rafael Portugal disse pro Kiviage Cast (lê-se késti, não kásti) compôs em cinco minutos, mostrando que é um gênio. Musiquinha chiclete, boas piadas, Leandro Ramos (nosso querido Julinho da Van) fazendo um líder religioso hilário, entre outros elementos fazem com que Juntos e Enrolados seja uma boa pedida pra quem quiser um filme legal e bem divertido.


Nota: 3 acarajés


Ficha Técnica:


Nome: Juntos e Enrolados

Elenco: Rafael Portugal, Cacau Protásio, Fábio De Luca, Evelyn Castro, Emanuelle Araújo, Marcos Pasquim, Matheus Ceará, Leandro Ramos e uma galera boa.

Gênero: Humor e Piadas Duração: 1h37min

Roteiro: Claudio Torres Gonzaga, Rodrigo Goulart e Sabrina Garcia

Direção: Eduardo Vaisman e Rodrigo Vanderputt Produção: Kromaki e Chamon Distribuição: Imagem Filmes