Crítica - Men: Faces Do Medo

Longa metragem completamente fora da curva que trata de maneira visceral a misoginia e questiona até onde vai o poder dos homens.

 


Iniciamos a nossa jornada com a personagem Harper (Jessie Buckley) que se engaja numa viagem de autocuidado para sua saúde mental, a personagem principal tinha acabado de perder seu marido de uma maneira trágica e não consegue lidar com isso e para isso ela aluga uma casa em um lugar remoto numa cidade pequena para ficar sozinha e ter mais tempo para organizar seus pensamentos e sentimentos.

 

O que ela não esperava era que os moradores daquela cidade, são em maioria homens e possuem comportamentos extremamente bizarros principalmente Geoffrey (Rory Kinnear) o dono da casa a qual ela alugou, e que mesmo sem ter feito absolutamente nada contra eles, ela não seria deixada em paz.

 

Visualmente Men - Faces do Medo entrega uma fotografia maravilhosa, com campos verdejantes nos momentos necessários até um laranja obscuro o suficiente para amedrontar sem precisar de uma trilha sonora que avise o que está por vir e ângulos perfeitos para despertar a curiosidade da maneira correta.

 

O diretor Garland fez um excelente trabalho com a linearidade do filme porque vamos descobrindo aos poucos os detalhes necessários para que o todo seja compreendido e a obra vai se tornando cada vez mais clara para o espectador, porém isso também pode-se ver como um ponto delicado pois muitas vezes a velocidade para as informações serem passadas foram lentas e pode fazer com quem esteja assistindo perca um pouco da atenção. Os flashbacks são ferramentas essenciais para o andar do longa e elas foram muito bem utilizadas.

 

Os efeitos especiais são um show à parte, no terceiro ato recebemos um baque tão forte que não é possível descrever em palavras o que se é visto, as cenas são dignas do horror cronenberguiano, cheio de metáforas e críticas sociais que são simplesmentes jogadas na cara do espectador sem nenhum pudor, são momentos tão bizarros que chegam a se tornar lindos.

 

Uma ressalva para as atuações de Rory Kinnear e Jessy Buckley que simplesmente entregaram tudo o que podiam e fizeram um trabalho tanto corporal quanto dramatúrgico, eles simplesmente fizeram o filme acontecer.

 

Nota: 3 acarajés


Ficha Técnica


Título Original: Men

Duração: 100 minutos

Ano produção: 2021

Estreia: 08 de setembro de 2022

Distribuidora: Paris Filmes

Dirigido por: Alex Garland