Crítica - Um Príncipe Em Nova York 2



Quando saiu o anúncio de que o Um Príncipe em Nova York ganharia uma sequência, eu fiquei muito empolgado e reticente, ao mesmo tempo. Querer "mexer" num clássico da comédia requer muita coragem e sabedoria pra mexer nas coisas certas e não estragar algo que é bom na cabeça do povo há 30 anos, pelo menos.


Após assistir esse filme duas vezes - diferente do que fiz com Bliss, é um bom sinal dessa vez - percebi que Um Príncipe Em Nova York 2 é, pelo menos, um filme necessário e por vários motivos, desde levantar discussões sobre temas atuais até corrigir erros que o primeiro filme comete, desde sobre tratar a África com uma caricatura até dialogar sobre ou, até mesmo, "refazer" cenas puramente sexistas contidas no primeiro filme. O mundo evoluiu, Eddie Murphy evoluiu, os roteiristas (que são os mesmos do primeiro filme) evoluíram e o longa faz questão de retratar que Zamunda evoluiu também, ou está tentando pelo menos.


Sobre o filme, é uma ótima comédia que não foge da sua essência "anos 80", mas tem um humor atual também. Ver quase todos os personagens do primeiro filme e as inúmeras referências existentes, incluindo cenas de flashback, pode incomodar um pouco o espectador médio... Mas se você não assistiu Um Príncipe Em Nova York umas cinco vezes, pelo menos, devo dizer que você tem desvio de personalidade. Se você não é essa pessoa, saiba que há muitas piadas que funcionam devido as ligações existentes com o filme de 1988 e torna o filme mais hilário e melhora bem mais a experiência de assisti-lo e o fato das tramas entre os dois filmes serem semelhantes em várias partes não o torna repetitivo, o que engrandece ainda mais o longa.


Pra finalizar, é necessário ressaltar a excelente direção de arte e os figurinos do núcleo de Zamunda - onde se passa a maior parte da trama, dessa vez - que são maravilhosos e é um espetáculo à parte. No mais, fico feliz porque Eddie Murphy e Cia. acertaram demais no tom desse segundo filme. As atuações são competentes, as referências são maravilhosas e o fato de poder rever a banda Chocolate Sensual outra vez fez minhas expectativas altíssimas serem cumpridas e ter a nota máxima nessa crítica.


Nota: 5 acarajés


Ficha Técnica:

Distribuição: Amazon Prime Video

Direção: Craig Brewer

Roteiro: David Sheffield, Barry W. Blaustein, Kenya Barris

Elenco: Eddie Murphy, Arsenio Hall, Eddie Murphy, Arsenio Hall, Eddie Murphy e Arsenio Hall. Além dos dois e os inúmeros personagens que fazem, o elenco ainda tem: Shari Headley, Wesley Snipes, Kiki Layne, Jermaine Fowler, Leslie Jones, Tracy Morgan, John Amos, James Earl Jones...


Além desse texto, saiu um "E Ai... Bateu Certo?" no nosso canal sobre Um Príncipe Em Nova York 2. Assiste aí!