Crítica - Vingança e Castigo

Vingança & Castigo (2021) chega com uma proposta inovadora e simplesmente executada da maneira mais bela e responsável possível: cowboys negros no velho faroeste. O filme acompanha o protagonista Nat Love (Jonathan Majors), líder de uma gangue de foras da lei, cujo objetivo pessoal é exterminar todos os envolvidos no assassinato de seus pais, evento que o marcou tanto fisicamente quanto psicologicamente. Porém, quando sua vingança aparentemente parece estar completa, eis que recebe a notícia que o temido Rufus Buck (Idris Elba) estará sendo libertado da prisão e a corrida em busca da conclusão de seu destino começa.


O longa constituí uma proposta ousada, mas que há muito tempo deveria ter sido feita: incluir histórias com protagonistas negros numa diversidade de cenários, dentre eles o conhecido far-west, o Velho Oeste, quase sempre protagonizado por personagens brancos. Numa complexa narrativa, com personagens tirados da realidade (afinal Cherokee Bill realmente existiu) e outros fictícios, temperado com atuações impecáveis e clichés próprios do gênero (como quebra da quarta parede e perseguições à cavalo), Vingança & Castigo é uma pedida tanto para os fãs como para aqueles que não tem intimidade com tais narrativas. O filme te cativa, te prende e te tira o fôlego.


Ademais, é preciso mencionar que Idris Elba, não importa em qual papel esteja, entrega absolutamente todo o possível e te transporta, fazendo amá-lo e odiá-lo na mesma medida, com uma sensualidade tão integral de sua persona (que talvez nem seja proposital e nem de longe é vulgar) que é impossível desviar o olhar da tela. Porém, o que dizer também da belíssima e cativante Regina King, quem interpreta Trudy Smith, braço direito do vilão Rufus Buck, personagem de profundidade imensa e impecavelmente trabalhada? O elenco se encaixa de maneira perfeita, ouso dizer, cada um contribuindo num enredo deliciosamente bem feito.


Vingança & Castigo é, para mim, um dos melhores filmes do ano, um presente adiantado de natal até, uma obra onde podemos experimentar a nostalgia de um gênero do início do século passado, mas ainda melhor, expressando na tela críticas firmes ao racismo, à complexidade das relações e como somos formados por nossas experiências.


Nota: 5 acarajés.


Ficha Técnica

Título Original: The Harder They Fall

Ano de produção: 2021

Direção: Jeymes Samuel

Produção: Jay-Z, Jeymes Samuel, James Lassiter, Lawrence Bender

Roteiro: Boaz Yakin, Jeymes Samuel

Elenco: Jonathan Majors, Damon Wayans Jr., Danielle Deadwyler, Delroy Lindo, DeWanda Wise, Edi Gathegi, Fatima Robinson, G. Mac Brown, Idris Elba, Julio Cedillo, Lakeith Stanfield, Manny Rubio, Regina King, RJ Cyler, Woody McClain, Zacciah Hanson, Zazie Beetz

Estreia: 3 de Novembro de 2021

Duração: 139 minutos

Classificação: 16 anos

Gênero: Drama, Faroeste

Países de Origem: Estados Unidos da América