Review - Falcão e o Soldado Invernal: Verdade



Depois do colapso do John Walker matando um dos Apátridas, começamos o episódio com muita ansiedade sobre o que aconteceu.


Esse episódio, diferente dos últimos teve pouca ação, sendo vista apenas no começo do episódio, a cena em que Sam e Bucky conseguem recuperar o escudo depois de uma luta com o John Walker. Esse momento não foi surpreendente, pois o início dessa cena foi divulgado nos trailers que saíram nessa semana. A única surpresa, pelo menos para mim, foi essa cena ter acontecido logo no começo do episódio e não no final.


Depois da única cena de ação verdadeira no episódio, é trazida a vibe do primeiro episódio quando vimos mais da vida dos humanos Sam e Bucky, com seus problemas pessoais e grande parte do episódio é sobre o conserto do barco da família Wilson... E do Sam treinando com o escudo (e errando bastante, inclusive).


Mas antes disso tudo acontecer, vemos Sam deixando as asas (quebradas) do Falcão para Joaquín Torres (em referência aos quadrinhos, no qual o Torres assume o posto de Falcão enquanto Sam se torna o novo Capitão América). Contudo o Sam decide visitar o Isaiah e, sozinhos, tiveram mais liberdade para conversar. A história do Isaiah é mais um exemplo de como o racismo velado e trabalhado de maneira forte nessa serie. É a primeira vez que o tema é tratado de forma tão firme depois de Pantera Negra e, para mim, as Dora Milaje estarem presentes na serie é uma grande representação a isso.


Voltando ao rolê do barco, Bucky trouxe um novo uniforme (ainda não mostrado) feito em Wakanda para o Sam - outra referência aos quadrinhos no qual Wakanda cria as asas do falcão.


Devem estar se perguntando como o Bucky conseguiu um uniforme de Wakanda, não é mesmo? Então, depois de derrotar o Walker e recuperar o escudo, cada um dos nossos protagonistas foi para um lado e Bucky foi resolver assuntos pendentes (com assuntos pendentes, eu quero dizer Barão Zemo). No memorial de Sokovia, Bucky e Zemo têm uma conversa e o Barão revela que não deseja matar o Bucky, o que gera uma grande duvida já que o Bucky é um Super Soldado. Então, talvez nessa cena conseguimos perceber um pouco mais de humanidade no Zemo, no qual ele consegue perceber que, embora o Soldado Invernal tenha feito o que fez pela Hydra, Bucky não é uma má pessoa e, pelo visto, se arrependeu de tudo que fez, mesmo não tendo culpa. Bucky poupa a vida do Zemo e o entrega as Dora Milaje, e as pede um ultimo favor justamente uma nova roupa para o Sam.


Nota do autor: As asas do Sam foram arrancadas pelo John Walker, em compensação o Sam conseguiu quebrar o braço dele.


Traçando um paralelo entre os diálogos de Sam com Isaiah e Bucky, separadamente, além da cena com o Barão Zemo em Sokóvia, mais uma vez vemos como essa serie fala sobre depressão pós-guerra e racismo, vemos as facetas tanto dos heróis quanto dos vilões. Nem um dos lados está totalmente certo ou totalmente errado, como realmente acontece em uma guerra, e isso é muito bem trabalhado, às vezes de forma explícita, em outras de forma sutil.


Vemos também o julgamento do John, no qual ele quase surta ao falar falando que fez tudo pelos EUA e que eles mesmos os criaram. Depois disso, vemos a conversa dele com a Condessa Valentina Allegra de Fontaine (ou para os íntimos e fãs de quadrinhos: Madame Hydra) na qual ela tem uma conversa com ele e deixa a entender que em certo momento ele será chamado. Isso para mim deixa muito mais claro que estamos cada vez mais perto de vermos os Thunderbolts nos cinemas, até porque a primeira aparição da Madame Hydra, segundo fontes, deveria ter sido no filme da viúva negra.


Depois vemos um pouco mais do lado da Karli também, que se alia a um dos vilões que o Sam parou no primeiro episódio, mostrando que ela está cada vez mais caindo para o lado da criminalidade, o que impressiona ate mesmo o seu companheiro e vão em direção para os Estados Unidos.


A série está perto do seu clímax. Será que teremos as respostas que faltam sobre O Mercador do Poder (talvez A Mercadora do Poder)? Boatos que Steve Rogers pode aparecer. Será? O que sabemos é que o pau vai torar e o hype pro último episódio dessa série maravilhosa está devidamente alto.


Nota, 4 acarajés com camarão