Review - What If...?: O Que Acontecera Se... O T'Challa Fosse o Senhor das Estrelas?

RESPOSTA: PAZ NO UNIVERSO!




Eu sabia que a Marvel iria brincar em serase... Mas desfazer as três primeiras fases do MCU num estalar de dedos me quebrou as pernas. No primeiro episódio, jogaram simples e brincaram apenas com o primeiro filme do Capitão América. Neste segundo episódio, vemos que o T'Challa conseguiu convencer o Thanos que dizimar metade do universo era maluquice... e na base do argumento!


Falando Thanos, eu queria falar do desenvolvimento dos personagens nesse episódio porque foi uma coisa linda de se ver. Embora estejam em contextos totalmente impensáveis, personagens como Thanos, Drax e, até mesmo, o Colecionador estão de acordo como é retratado nos quadrinhos - pelo menos a essência deles - e a série permite a gente veja mais de personagens pouco explorados, como a força do Colecionador... Ou aqueles bem explorados vistos como nunca antes, tal qual O Titã Louco quebrando tudo, quando não tá numa DR com sua filha adotiva Nebulosa.


Mais uma vez a história foi impecável, onde tem excelentes alívios cômicos. Além disso, souberam utilizar bem os elementos do MCU e/ou dos quadrinhos e construíram uma narrativa bem encaixada com personagens envolvidos no episódio, além de gerar a expectativa pro que a série pode trazer - incluindo o Peter Quill e seu pai.


É impossível não escrever qualquer coisa pra esse episódio sem que, em algum momento, se mencione o Chadwick Boseman e levar pro emocional da coisa. Nesse episódio, o T'Challa se torna uma lenda, é reconhecido onde passa (inclusive foi legal o contraste entre o filme e a série de quando o Senhor das Estrelas encontra o artefato com a joia do poder) e seus feitos são conhecidos por toda a galáxia. Ele é supremo, em todos os aspectos... E o episódio foi pensado e produzido com Chadwick em vida, onde ele pôde ver o tamanho do T'Challa e de si mesmo.


"Não há lugar nessa galáxia a que você não pertença".

Não mesmo.

Obrigado por isso, Marvel.

"Dedicado a nosso amigo, nossa inspiração e nosso herói Chadwick Boseman"

Por puro protocolo

Nota: 5 Acarajés