Review – What If...?: E Se... O Vigia Quebrasse O Seu Juramento?

Resposta: CAOS! Não dá pra ter paz em todo lugar. Ainda mais num Multiverso.


O último episódio de serase foi como um último ato de um filme do MCU. O episódio anterior gerou um clímax para esse e a porradaria foi linda de ver. Quase todos os protagonistas dos episódios anteriores juntos para formar Os Guardiões do Multiverso e derrotar Ultron e preenchendo vários ganchos deixados antes foi um encerramento maravilhoso de uma série que brincou, quicou, subiu e desceu com o Multiverso.


Visual e graficamente falando, foi lindo. As cenas de ação, as batalhas entre Ultron e Doutor Estranho,entre outros momentos foram coisa de cinema – e de quadrinhos, obviamente – e causaram uma vontade de ver aquilo numa realidade do MCM. A série, como um todo, mostrou o que é o Multiverso, de fato. Ouviu-se falar pela primeira vez no filme do miranha. Tornou-se realidade na série do Loki, mas foi em What If...? onde nós vimos a realização em sua prática. Se veremos alguns dos personagens da série numa versão live action, não sabemos. Mas nunca duvide do poder da Marvel.


Então é isso, né? Todas as criaturas estão em busca de um lugar para pertencer. Para chamar de lar.


Quanto a mim, eu sou o Vigia.

O Multiverso, cada mundo, cada história é minha casa e vou protege-la até o fim.


Muito prazer em conhece-lo, Vigia. E ficamos felizes de saber que tu está de consciência tranquila por “quebrar o juramento” e torço que o senhor ainda faça algumas bagunças no Multiverso.


Obs.¹: Confesso que aquele destruidor de joias não ter funcionado me pegou. Preguiça de roteiro desgraçada. Obs.²: Foi o último qualquer coisa inédito de Chadwick Boseman. Rest In Power. Obs.³: Segunda temporada confirmada e quero o episódio da Gamora na minha mesa amanhã.

Obs. Final: Embora o roteiro não tenha sido tão brilhante, eu amei a série e fico hypado com o que a Marvel pode fazer daqui pra frente. Essa série foi pra testar conceitos e preparar a todo mundo pro que vem aí. Quanto a nota, é a de sempre.


Nota: 5 acarajés.




Fica! Tem bolo e cena pós-créditos!


Sobre o Esmagador encontrado – com gente dentro – me pareceu desnecessária, à princípio. Mas lembrei que o Steve Rogers iria até o fim atrás da Peggy Carter até onde pudesse. Aparentemente encontrou. Que sejam felizes.