TBT - Se Meu Apartamento Falasse



Eu amo esse filme e vou falar muito dele ainda... Esse filme é um dos precedentes do que chamamos hoje de comédia romântica. Se você é uma dessas pessoas que amam uma comédia romântica, vai amar esse filme, sério...


Não foi por nada que este filme conquistou o Óscar em cinco categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original, Melhor Direção de Arte em Preto e Branco e Melhor Edição e, ainda, indicado em outras cinco categorias.


Querendo agradar seus chefes imediatos, tentando ser reconhecido e, por conseguinte, ter sucesso em sua carreira, um homem solteiro (Lemmon) empresta seu apartamento aos executivos casados, para que eles pudessem “praticar” adultérios. Tudo muda quando C.C. Baxter (Lemmon) se apaixona por Kubelik (MacLaine), amante do chefe geral do departamento Sheldrake (MacMurray). Primeiramente, a direção do Wilder, assim como a direção de arte e fotografia é impecável em retratar o mundo corporativo da época. Os planos abertos em foco para um departamento gigante, bem iluminado, mas sem janelas (pois ter janelas é um luxo dos superiores, assim como a privacidade), com milhares de mesas em perfeita geometria com as luzes do teto. Sempre temos a sensação de que os trabalhadores formam uma manada, na qual raramente você consegue ser notado.



O roteiro é brilhante: simples, diálogos e narrativa inteligentes. A pista plantada para que, mais tarde, o protagonista descobrir que Kubelik é amante de Sheldrake foi muito bem pensada O filme também consegue abordar inúmeros temas do cotidiano e uma crítica sutil a temas muito controvertidos para a época: o adultério; o mundo corporativo; a relação entre vizinhos intromentidos...; as relações familiares nas diversas classes sociais, entre outros.


Eu dou 5 acarajés a esse filme com toda tranquilidade do mundo


Sério, assistam! E quando assistirem, conta pra gente o que acharam do filme!


por: Maurício Veloso