Vencedor do Oscar, Anthony Hopkins homenageia Chadwick Boseman em discurso


CRÉDITOS: RICH POLK/GETTY IMAGES

Anthony Hopkins prestou homenagem ao falecido Chadwick Boseman durante seu discurso de aceitação, após ganhar o prêmio de Melhor Ator no Oscar de domingo. Hopkins conquistou o troféu pelo seu papel no filme "Meu Pai". Chadwick, que também foi indicado pela sua atuação no filme "A Voz Suprema do Blues", infelizmente faleceu em Agosto do ano passado, 4 anos depois de ser diagnosticado com Câncer. Hopkins não foi à cerimônia então, o vencedor do ano passado Joaquin Phoenix, que também apresentou a categoria, aceitou o prêmio em seu nome.


"Bom dia", disse Hopkins num vídeo divulgado em seu Instagram na segunda de manhã. "Bem, aqui estou eu em minha terra natal, no País de Gales, e aos 83 anos de idade não esperava receber este prêmio, realmente não esperava. E [sou] muito grato à Academia. Quero prestar homenagem a Chadwick Boseman, que foi tirado de nós muito cedo, e mais uma vez muito obrigado a todos. Eu realmente não esperava isso. Portanto, me sinto muito privilegiado e honrado. Obrigado. "



A empolgante jornada de Hopkins como um pai com demência foi apontada como uma chance para uma indicação na categoria de Melhor Ator por mais de um ano. No entanto, sua vitória do Oscar é considerada uma chateação por muitos devido ao fato de que ele derrotou o falecido Boseman, para seu incrível papel final como Levee em "A Voz Suprema do Blues".


A vitória de Hopkins torna o homem de 83 anos a pessoa mais velha a receber um Oscar de atuação. Anteriormente, ele ganhou o prêmio de Melhor Ator por sua atuação como Dr. Hannibal Lecter em Silêncio dos Inocentes, de 1991.